Rosacrucianismo Vias Iniciáticas

Oportunidades

Ordem Rosacruz AMORC

Saudações Rosacruzes!

“Um homem arrendou um terreno considerável; foram-lhe dados também os grãos necessários para semeá-lo. Não trabalhou na cultura do terreno e deixou o grão num lugar úmido e frio. O grão apodreceu, e o terreno cobriu-se de sarças e espinhos.

Quando se esgotou o prazo do pagamento, o lavrador alegou que nada devia, sob o pretexto de que não havia recebido grão fértil, nem terreno apropriado para cultura.

O proprietário era generoso e disse ao lavrador: meu amigo, eu poderia vos perder, prefiro vos salvar. Vinde comigo, tentemos juntos cortar estes espinhos e estas sarças. Partilharei vosso trabalho até que vos¬sos olhos tornem a ver este campo que perdestes de vista. Vamos ao lugar úmido e frio onde deixastes apodrecer vosso grão. Talvez nem tudo esteja estragado. Ainda que se tenha conservado apenas um punhado, nós o utilizaremos.


PUBLICIDADE


O lavrador não pode resistir a essa generosidade. O campo foi desmatado; encontraram ainda alguns grãos esparsos que a podridão não tinha afetado. Foram semeados e em poucos anos o lavrador estava em condições de quitar suas obrigações e juntar ainda muitas provisões pa¬ra sua família.

Mortais imprudentes, por que vos tornastes incrédulos em vossa vida? Por que ousastes negar o sol? Deixastes vossos recursos originais ao abandono. Nada produziram. Não cultivastes com a relha do arado o campo da inteligência, contentando-vos em nele passear. Vistes plantas selvagens e as deixaste crescer.

Tornaram-se tão espessas e altas que vos ocultaram a luz. Os abusos vos fizeram negar os princípios, enquanto os princípios deviam fazer-vos discernir e corrigir os abusos; e dissestes que não havia nenhuma verdade.

Qual é, pois, o insensato que poderá crer em vós, se abusais assim de vossa própria razão? O proprietário vem, e se não ouvis as ofertas que vos faz, bem saberá se fazer justiça e tirar de vós, mesmo sem quererdes, a confissão de vossa dívida. O titulo é indelével”.

Esta parábola, de Louis-Claude de Saint-Martin, permite-nos ilações quanto ao nosso potencial e ao uso que fazemos dele, mas antes, levanta a questão da confiança que deve estar presente como uma fortaleza na mente e no coração de todo Adepto sincero na Senda.

O uso de nosso poder interior e de nossa razão equilibradamente é um direito que o Criador nos deu como ferramenta para a realização dos nossos objetivos.

Deixo-vos um lembrete que assinala o período em que o homem oprimido pela superstição e pelos valores opressores da Idade Média busca romper com estes grilhões e obter o Domínio da Vida.

Disse Kant: “Tenha a coragem de te servir de teu próprio entendimento. Eis a divisa das Luzes”

Que assim nos ajude Deus!

Hélio de Moraes e Marques
Grande Mestre da Ordem Rosacruz AMORC
Jurisdição para a Língua Portuguesa

Sobre o autor

Ordem Rosacruz AMORC

Ordem Rosacruz AMORC

A Ordem Rosacruz - AMORC é uma organização internacional de carácter místico-filosófico, que tem por missão despertar o potencial interior do ser humano, auxiliando-o no seu desenvolvimento, em espírito de fraternidade, respeitando a liberdade individual, dentro da Tradição e da Cultura Rosacruz.

Deixe um comentário